Principais Vantagens de Investir em

um Clube de Investimentos.

Custo mais baixo: Com menos exigências e burocracia, os custos dos clubes são reduzidos em comparação aos fundos de investimento; a manutenção também é barata e simples.

Diversificação: Com um volume maior, originado pela soma dos recursos de cada integrante do clube de investimento, é possível diversificar a aplicação investindo em ações ou valores mobiliários emitidos por diferentes empresas que atuam em diversos setores da economia. Com custos de transação proporcionalmente menores.

 

Participação direta: Os clubes de investimentos permitem que os envolvidos participem da sua gestão por meio das assembleias e definição da política de investimento, o que constitui excelente forma de aprender como funciona o mercado.

Disciplina financeira: Caso os integrantes tenham intenção de realizar aportes mensais, o clube possibilitará o acumulo de recursos que talvez não seriam poupados mensalmente. A participação nos clubes de investimentos originados pela Guide Investimentos  pode ser definida de acordo com o perfil do investidor: Conservador, moderado ou arrojado. Por meio deste site, você pode acompanhar os resultados e outras informações sempre atualizadas sobre os clubes de investimentos administrados pela Guide Investimentos.

 

Estratégia de compra e venda de ativos

  • A assembleia de cotistas deve aprovar a política de investimentos do clube, que norteará a atuação do gestor. Por exemplo, ele pode utilizar a análise técnica, que visa a ganhos no curto prazo com base nas oscilações dos preços das ações ou a análise fundamentalista, que objetiva lucros no longo prazo a partir do crescimento das companhias.

  • Os integrantes do clube também decidirão as estratégias de gerenciamento de risco que serão utilizadas pelo gestor, de modo a minimizar perdas. O estatuto do clube ainda deve tratar da maneira como serão distribuídos eventuais resultados dos ativos, como os dividendos (participação nos lucros) das companhias.

 

Resgate

  • Como já mencionamos, o resgate de cotas é um assunto que precisa estar bem claro no estatuto do clube. Afinal, a retirada de recursos pode interferir bastante na performance da carteira de ativos. Como você deve imaginar, na renda variável é preciso saber o momento mais oportuno para se fazer a chamada “realização de lucros”. Por isso, se o investidor retira o dinheiro antes do tempo, pode sair com prejuízo.

  • A Instrução nº 494/2011 da CVM estabelece que o estatuto do clube deve fixar o prazo entre o pedido de resgate e a data da conversão das cotas em dinheiro (espécie). A orientação ainda salienta que o pagamento ao investidor deve ser feito por meio de cheque, crédito em conta-corrente ou ordem de pagamento, num prazo que não pode ultrapassar cinco dias úteis, a contar da conversão das cotas.

  • Como se pôde perceber, o clube de investimento é uma forma mais simples de pessoas ingressarem no mercado de ações. Ainda assim, é preciso haver afinidade entre os integrantes do grupo para que todos caminhem em harmonia rumo ao objetivo comum de aproveitar as oportunidades do mundo dos investimentos.

O que esta esperando para começar?

Fale conosco.

Facilita Investe

Rua José Galdino da Silva, 10, Interlagos,  - São Paulo, SP 04792-000

contato@facilitainveste.com.br  |   55 11 4502-1048

Ouvidoria Guide 0800 704 0418

  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Instagram ícone social
logo facilita final Novo.jpg

A FACILITA (razão social: Facilita Agente Autônomo de Investimento Eireli) é uma empresa de agentes autônomos de investimento devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº 497/11. A Mistral atua no mercado financeiro através da Guide Investimentos S.A., o que pode ser verificado através do site da ANCORD para escritórios credenciados a partir de outubro de 2012 (http://54.209.169.151/Ancord/Forms/CadastroGeral/ConsultaGeral.aspx) ou através do site da própria Guide Investimentos S.A. (https://www.guide.com.br/escritorios-credenciados/). Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O agente autônomo é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro. O investimento em ações é um investimento de risco e rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura. Na realização de operações com derivativos existe a possibilidade de perdas superiores aos valores investidos, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Para informações e dúvidas, favor contatar seu agente autônomo de investimentos. Para reclamações, favor contatar a Ouvidoria da Guide Investimentos no telefone nº 0800 704 0418.

© 2017 by FACILITA desenvolvimento.